quarta-feira, 16 de março de 2016

Trailer: Remake de Ben-Hur

Pois então, a história baseada no romance clássico de Lew Wallace, Ben-Hur: Uma História dos Tempos de Cristo, volta as telonas e trás Rodrigo Santoro como Jesus. Esta já é a quinta versão cinematografica. A primeira versão é de 1907 e na verade é um curta de 16 minutos, a segunda versão é de 1925 em preto e branco, e a versão mais conhecida o clássico de 1959, estrelado por Charlton Heston, e o primeiro vencedor de 11 Oscares na história do cinema, é na minha opinião, o melhor épico já feito. E ainda teve uma versão em 2010 que foi lançado em alguns cinemas, mas que foi feito para a TV britânica, onde foi exibido em 2 episódios.

Trailer #1:


"Judah Ben-Hur (Jack Huston) é um príncipe falsamente acusado de traição por seu irmão adotivo Messala (Toby Kebbell), um oficial do exército romano. Destituído de seu título, afastado de sua família e da mulher amada (Nazanin Boniadi), Judah é forçado à escravidão. Depois de muitos anos no mar, Judah retorna à sua pátria em busca de vingança, mas encontra a redenção."

Filme de 1959
Analisando o trailer... As partes mostradas, são bem parecidas com a versão de 1959, mas com foco em alguma batalha (provavelmente terá uma grande batalha!), a diferença é o realismo. Claro, estou dizendo que, o realismo nas cenas de 1959 são bem superiores! Este aqui, só pelo trailer já deu pra sentir a imagem videogame, com fotografia fria à lá 300. Porém aprovo a escolha do ator Toby Kebbell para ser o novo Messala, e adorei ver Rodrigo Santoro (Jesus) no trailer.

Mas eu espero de verdade que este filme venha, pelo menos, apresentar um trabalho bem feito, pois não dá para não comparar, e eu prometo me segurar, mas o filme de 1959 é impecável e perfeito; roteiro, atuações, efeitos visuais, efeitos especiais, direção de arte, fotografia, montagem de som, figurino... Não é à toa que foi o primeiro longa a receber 11 Oscares e só depois de 39 anos outro filme conseguiu alcançá-lo no número de estatuetas e até hoje ninguém superou. Também já apareceu muitas vezes em listas entre os 100 melhores filmes da história do cinema, lista feita por críticos renomados e historiadores do cinema mundial, baseadas na popularidade, significância histórica e impacto cultural. Para mim é o melhor até hoje.

Então se você não conhece a versão de 1959, eu recomendo fortemente.

Dirigido por Timur Bekmambetov, o novo Ben-Hur será lançado no Brasil no dia 18 de agosto, e é claro que eu não vou perder.


Novo Ben-Hur (cena da corrida de bigas)