segunda-feira, 17 de abril de 2017

Coleção Definitiva do Homem-Aranha da Salvat.


A Editora Salvat acaba de lançar (sim, hoje nas bancas!) a coleção que promete ser a definitiva do Cabeça de Teia, eu já peguei meu primeiro exemplar por R$9,90, "Caído Entre os Mortos". Ela já estava sendo vendida em fase de teste em algumas regiões do Brasil, mas agora é oficial em todo país, interessados devem procurar em sua região.


O valor promocional, como já é de costume, somente no primeiro exemplar, depois passará para R$24,90 no segundo volume e R$39,90 a partir do terceiro volume. 

Fascículo pôster que acompanha o livro desta primeira edição.

Pôster mega lindo! Desculpa aí pessoas, sou super fã de pôsteres! 😊


Na próxima edição "Percepções". São 60 livros no total, a lombada forma uma imagem lindíssima pena que o preço não é muito convidativo e as edições possuem capa dura. A cada duas semana tem livro novo nas bancas.

Veja o comercial:


sexta-feira, 14 de abril de 2017

Primeiro Cartaz e Trailer de Star Wars: Os Últimos Jedi.


A sinopse oficial ainda não foi divulgada. Assista ao trailer:




Direção: Rian Johnson
Elenco: Daisy Ridley, John Boyega, Oscar Isaac, Mark Hamill, Carrie Fisher, Adam Driver, Domhnall Gleeson, Gwendoline Christie

14 de dezembro nos cinemas.

quarta-feira, 12 de abril de 2017

LEGO Batman: O Filme (The LEGO Batman Movie, 2017).

Esta, com certeza, é a melhor animação do ano até agora! Já começa o filme com os créditos e a voz em off de Batman que toma o cinema em gargalhadas. A gente se prepara para o melhor e assim será até o último crédito no final da animação.


Boas tiradas, piadas bem contadas e muitas, mas muitas referências, elas vão de filmes, séries, gibis, tudo que existe e já foi feito até hoje sobre o homem-morcego mais respeitado dos quadrinhos, sobrou referência até para a Marvel Studios...! Com muita irreverência, presença e interação com o público este longa dificilmente será esquecido, é desses para se ter na estante, rever e dar boas risadas, tanto para as crianças que estão entrando agora no universo do cavaleiro das trevas, quanto para os pais que já o conhece muito bem o batverso, nada passa despercebido.  


O visual de LEGO Batman: O Filme é excelente em qualidade tecnológica, nota-se que há uma diferença entre este e o anterior longa da série LEGO, Uma Aventura LEGO, formas e texturas são na maioria mais complexas, isso não quer dizer que seja melhor, eu particularmente prefiro o estilo de Uma Aventura LEGO, principalmente quando a animação apresenta elementos como água e fogo. Há também um aumento muito grande de detalhes em cena, causando muitas vezes uma confusão visual/mental, já que a animação é muito dinâmica, alguns detalhes fogem do nosso campo visual, e é preciso estar muito atento para pegar referências visuais também.


Este longa-metragem de animação é empolgante, hilário e provavelmente inesquecível. Os personagens são carismáticos e o vilão tem motivações muito mais interessantes que muitos filmes de super-heróis que já tivemos por aí. A gente se diverte procurando e encontrando personagens do universo DCComics


Spin-off de Uma Aventura Lego. Batman (Will Arnett) descobre que acidentalmente adotou um garoto órfão, que se torna ninguém menos que Robin (Michael Cera). A dupla formada pelo arrogante Homem-Morcego e o empolgado ajudante deve combater o crime e prender o Coringa (Zach Galifianakis).







Kong: A Ilha da Caveira (Kong: Skull Island, 2017).

Este é um filme no melhor estilo pipoca ou "Sessão da Tarde" com estilo e prende o espectador. Para quem curte aventura, ação e monstros, desliga a mente que este pode ser uma ótima opção.

A direção é ousada e temos aqui ação com qualidade principalmente no que se diz respeito às cenas de confronto com o King Kong, o monstrão impressiona pela sua imponência e agrada o público, ele tem carisma! Há lutas entre ele e outros monstros que são de tirar o fôlego. Com ângulos precisos e clareza nas cenas de confronto, o ambiente é convincente e o CGi não é dos piores, mas existem cenas que poderiam ter ficado melhores.

Quanto ao dinamismo quando há monstros em ação, o filme é excelente (menos por uma cena que, talvez seja a sequência mais importante do filme, e o diretor exagerou na dose de "magia dos efeitos" e calculou mal deixando um erro de continuidade que com certeza não passou despercebido por muitos), mas também perde qualidade quando o assunto é roteiro e interpretação. Os personagens são muito caricatos e nem o elenco brilhante (diga-se de passagem) foi capaz de salvar. O roteiro é raso e as motivações torna-se banais na maioria das decisões tomadas. Não se trata de má interpretação, e sim de uma falta de profundidade do roteiro, os atores parecem mesmo que estão atuando e não transmitem sinceridade especialmente para Tom Hiddleston, Brie LarsonSamuel L. Jackson. 

Este remake faz parte de uma série de filmes de monstros que a Warner Bros. vai trazer para as telonas, e a cena pós-crédito é a grande chave para respostas e o gancho para a sequência. 95% dos espectadores da sala em que eu estava saíram sem saber o que aconteceu ao final. Para quem curte um bom blockbuster, eu recomendo.

Sinopse: Uma expedição irá revelar a origem de King Kong e os mistérios de seu local de nascimento, a Ilha da Caveira. 


Veja também o primeiro trailer clicando aqui.




sexta-feira, 7 de abril de 2017

Trailer: Divórcio

Trailer hilário da nova comédia romântica nacional.

O longa teve como cenário a cidade de Ribeirão Preto (SP) e contou também com moradores de Ribeirão na equipe, no elenco e na figuração. O filme é uma produção Filmland Internacional e será distribuído pela Warner Bros. Pictures, que também é coprodutora do longa. 


Sinopse: O casal Noeli (Camila Morgado) e Júlio (Murilo Benício) leva uma vida humilde, até que os dois ficam ricos depois de criar um molho de tomate que virou sucesso nacional. Com o passar dos anos os dois vão se distanciando e um incidente é a gota d'água para a separação. Enquanto vão em busca do melhor advogado para defender o patrimônio, os dois se envolvem num processo de divórcio complicado.




Direção: Pedro Amorim
Elenco: Camila Morgado, Murilo Benicio, Luciana Paes


Estreia prevista para estreia nos cinemas no dia 22 de junho.

Trailer: The Book of Henry


Sinopse: Henry (Jaeden Lieberhe) é um garotinho de 11 anos, o pequeno gênio da família, com quem a mãe, Susan (Naomi Watts), e o irmão, Peter (Jacob Tremblay), podem contar para tudo. Henry é apaixonado pela vizinha, Christina (Maddie Ziegler), enteada do comissário de polícia (Dean Norris). Para protegê-la das crueldades do padrasto, Henry cria um plano e traça todos os passos no seu caderno... é quando sua mãe descobre e decide ajudá-lo a colocar tudo em ação.




Direção: Colin Trevorrow
Elenco: Naomi Watts, Jacob Tremblay, Jaeden Lieberher, Dean Norris, Maddie Ziegler



The Book of Henry ainda não ganhou data de estreia oficial no Brasil, mas chega aos cinemas norte-americanos em junho de 2017.

Atômica - Trailer Legendado +18

Que isso? Quero este filme pra ontem!
Baseado na grafic novel The Coldest City de Antony Johnson e Sam Hart, com Charlize Theron no elenco.

Sinopse: Durante a Guerra Fria, a agente secreta do MI-6 Lorraine Broughton (Charlize Theron) investiga o assassinato de um espião da agência. Logo, ela encontra provas de que o agente morto negociava a revelação de nomes de seus colegas que trabalham disfarçados. Agora, Lorraine precisa lutar contra o tempo para reaver essa lista e impedir a morte de mais espiões.



Direção: David Leitch
Elenco: Charlize Theron, James McAvoy, Sofia Boutella, John Goodman, Toby Jones



Estreia prevista para 03 de agosto nos cinemas.

quinta-feira, 6 de abril de 2017

Novidades da Netflix em Abril de 2017.


Uma das grandes novidades que está de volta no catálogo Netflix é o vencedor do Oscar 2016 de Melhor Efeitos Visuais, EX_Machina (leia minha crítica clicando aqui).



01/04

04/04

07/04


10/04

  • O Lorax: Em Busca da Trúfula perdida

11/04

12/04

  • Radical – A Controversa Saga de Dadá Figueiredo

14/04

15/04

  • Rock of Ages

17/04

  • Ex_Machina

19/04

  • A Plastic Ocean

21/04


23/04

  • Velozes & Furiosos 7

27/04

28/04

Trailer #2: Annabelle 2: A Criação do Mal.


Sinopse: Anos após a trágica morte de sua filha, um habilidoso artesão de bonecas e sua esposa decidem, por caridade, acolher em sua casa uma freira e dezenas de meninas desalojadas de um orfanato. Mesmo ainda atormentado com as lembranças da filha, o casal terá que lidar com um amedrontador demônio do passado: a boneca Annabelle, criação do próprio artesão.



Direção: David F. Sandberg
Elenco: Stephanie Sigman, Alicia Vela-Bailey, Miranda Otto


17 de agosto nos cinemas.

Novo Cartaz de A Múmia.


Embora esteja sepultada em segurança em uma cripta abaixo do deserto, uma antiga princesa (Sofia Boutella), cujo destino foi injustamente tirado dela, é despertada nos dias atuais, trazendo com ela sua malevolência e terrores que desafiam a compreensão humana.


Das deslumbrantes areias do Oriente Médio até labirintos escondidos sob a Londres de hoje, A Múmia traz uma intensidade surpreendente e equilíbrio de maravilhas e emoções em um novo imaginário que introduz um novo mundo de deuses e monstros.


Tom Cruise se junta a um elenco com Annabelle Wallis, Jake Johnson e Courtney B. Vance.

Assista ao trailer:


A Múmia - 8 de junho de 2017 nos cinemas.


segunda-feira, 3 de abril de 2017

A Vigilante do Amanhã - Ghost in the Shell, 2017


Adaptação do anime Ghost In The Shell de 1995, uma das mais importantes obras do gênero e que inclusive, inspirou muitas produções cinematográfica, não consegue passar a alma filosófica do anime, muito pelo contrário, o longa desmembra e tenta traduzir com detalhes excessivamente explicados, como se o público de hoje, não pudesse por si só entender o que o desenho japonês transmite em 1 hora e 23 minutos, em um filme de quase 2 horas. E o pior sem profundidade e sem carisma.


Na sinopse, Major, uma máquina de combate, ciborgue-humana-híbrido, única de sua espécie, que líder a unidade de inteligência de elite: Sessão 9. Dedicados a capturar os criminosos mais perigosos e extremistas, a Sessão 9 é confrontada com um inimigo que tem como único objetivo acabar com os avanços tecnológicos da Hanka Robotic. 


As atuações não são lá muito convincentes, os personagens são rasos e falta química entre os personagens é tudo muito frio, muito distante e isto não é parte do roteiro e um problema de direção, os atores não parecem muito conectados. Scarlett Johasson, apresenta uma super-heroína que até se esforça para representar emoções, mas o roteiro não ajuda muito e mesmo assim é ela que carrega o filme nas costas apoiando-se em seus efeitos visuais grandiosos e CGi não tão eficientes quanto deveria. O cenário futurístico do filme, é cheio de glamour tecnológico, um universo perfeitamente bem recriado, mas que nos remete diretamente à lembranças de outro iônico sucesso das telonas Blade Runner (1982), ou seja, esta adaptação, é tão genérica que torna-se desinteressante, tanto para olhos de quem bem conhece a obra original, quanto para quem não conhece, porém curte blockbusters e sci-fi hollywoodianos.


Mas nem tudo está perdido. A direção de arte é impecável e nos brinda com frames que são belíssimas homenagens ao anime, cenas que são muito fieis em ângulos e enquadramentos excepcionais, eu curtir muito um slow motion nestas cenas, pois, para nós fãs do anime, podemos apreciar a magia do cinema em recriar cenas importantes com tamanha fidelidade e riqueza de detalhes. A trilha sonora também não peca pela sua discrição, é melódica e marcante.


No geral, A Vigilante do Amanhã é apenas mais uma tentativa de adaptação que, não chega a ser ruim como Dragon Ball Evolution, mas deixa muito a desejar em sua direção e problemas de roteiro, 
não chega nem próximo a levantar questões mais profundas sobre o que é ser humano, sobre a complexidade da natureza humana como o anime faz  e muito bem, diga-se de passagem, e muito menos é reflexivo, apenas mais um filme de ação que chega aí para tentar mais uma franquia descompromissada dos novos tempos.

Assista ao trailer final:





quinta-feira, 30 de março de 2017

Trailer #2: Planeta dos Macacos: A Guerra.

War of the Planet of the Apes é o terceiro capítulo da saga de César. 

Sinopse: O terceiro capítulo da franquia aclamada pela crítica e público mostra César e seus seguidores sendo forçados em um conflito mortal contra um exército de humanos liderado por um coronel impiedoso. Depois que os macacos sofrem perdas inimagináveis, César luta contra seus mais sombrios instintos e inicia sua própria jornada mítica para vingar seu povo. Quando ficam cara a cara, César e o Coronel se enfrentam e uma épica batalha para determinar o destino de ambas as espécies e o futuro do planeta. 


Assista aqui o segundo trailer:


Assista também o primeiro trailer:


Direção: Matt Reeves
Elenco: Andy Serkis, Woody Harrelson, Judy Greer, Max Lloyd-Jones



O longa tem estreia prevista para 13 de julho de 2017.


Trailer: Corra! (Get Out).

Longa com 100% de aprovação no Rotten Tomatoes, é a maior sensação nos EUA.


A história acompanha um final de semana na vida de Chris (Daniel Kaluuya), um jovem afro-americano que visita a propriedade da familia de sua namorada. A princípio, Chris vê o comportamento exageradamente hospitaleiro da família como uma tentativa desajeitada de lidar com a relação inter-racial da filha, mas, no decorrer do final de semana, uma série de descobertas perturbadoras o levam a uma verdade que ele nunca poderia imaginar. 

Assista ao trailer:


Estrelado por Caleb Landry Jones (X-Men), Stephen Root (Onde os Fracos Não Têm Vez), Milton “Lil Rel” Howery, Betty Gabriel, Marcus Henderson e Lakeith Stanfield (Straight Outta Compton – A História do N.W.A).

Estreia prevista para 18 de maio nos cinemas.

quarta-feira, 29 de março de 2017

Fragmentado (SPLIT, 2017).


"Em parceria com o produtor Jason Blum, o diretor M. Night Shyamalan apresenta a rotina de um portador de 23 personalidades distintas que se manifestam aleatoriamente. Com a capacidade de alterar sua química corporal por meio do pensamento, Kevin (James McAvoy) passa a agir de maneira incontrolável ultrapassando limites."


Que filme é esse?? Bom, eu vou começar de trás pra frente e sem spoilers. Primeiro preciso dizer que este filme é o retorno glorioso tão aguardado dos fãs dos filmes de Shyamalan. Sim, e se você já assistiu Fragmentado e não curtiu/não entendeu, me desculpe, mas pode ter sido mesmo porque você deixou passar uma parte importantíssima, em outras palavras, outros filmes do M. N. Shyamalan. Mas precisamente, um filme em especial, dizer mais do que isto pode ser considerado spoiler, então, reveja!


O filme tem um ótimo roteiro e possui 3 narrativas, uma delas eu achei que era desnecessária, a segunda eu achei que estava sendo auto-explicativa demais e que a terceira era suficiente. Mas eu estava errada, e após o término do filme a cabeça simplesmente explode e você volta (sozinho! Sim, porque em O Sexto Sentido a gente volta com o filme) a pensar no filme e entende o que na verdade estava se passando na cabeça desse diretor, que brilhantemente nos entrega um filme "WTF?" ao seu estilo.


A atuação de James McAvoy é perfeita, digna de indicação ao Oscar (mas será que vai?), ele trabalha personalidades diferentes, praticamente, de cara "limpa", é um trabalho excepcional que poucos atores conseguiriam. Suas expressões e trejeitos são tão precisos para cada personalidade que em pouco tempo de filme rolando a gente já consegue distinguir quem ele está interpretando. Claramente não foi um trabalho fácil para o ator, mas o que o diretor utiliza como recurso para enfatizar a atuação de McAvoy é tão importante quanto a própria atuação. Acentuando close-ups e enquadramentos que potencializam suas interpretações, a dupla constrói uma atmosfera envolvente que se não é tensa, é muito instigante. É o grande trunfo do filme e que mantem o público atento do início ao fim.



Anya Taylor-Joy também arrasa na interpretação, sua personagem claramente assombrada pelo sequestrador, ela é uma vítima inteligente, é a única que sabe jogar com as personalidades e vai conhecendo cada uma delas, a segunda narrativa é por parte dela em flashbacks, a principio eu não gostei muito, mas a gente aceita e entende o quão foi importante, principalmente quando na hora "WTF?" (aquele momento que a cabeça explode), aí nós entendemos que tudo faz parte de algo muito maior, sim, sua personagem é importantíssima para a história. A atriz Betty Blucker, também mostra que sua personagem é mais do que podemos esperar, ela constrói sua personagem, uma doutora respeitável e fascinada pelo Kevin e suas identidades. O terceiro ponto de vista do longa parte dela, a auto-explicação incomoda, mas é necessárias para que o público entenda melhor o que está acontecendo, e numa piscadela, descobrimos o quanto é importante toda essa auto-explicação. Aqui há outra ótima sacada do diretor que superou minhas expectativas, quando nós entendemos que nem tudo é o que parece a narrativa torna-se ainda mais interessante.


Enquadramentos que brincam com o ponto de vista do espectador, jogos de câmeras estrategicamente bem posicionados para dar vertigem ao público, e em outros momentos em que os olhos se esforçam para ver, quase que se esticando na poltrona, cinematografia amarelada, cenários claustrofóbicos que variam entre corredores e quartos na maior parte do tempo, cenas curiosamente bem montadas dando a impressão de planos sequências maiores do que realmente são tornam o filme intrigante (você quer saber o que está acontecendo e rói as unhas mesmo que você nunca tenha feito isso. Pronto falei!) mesmo quando o longa baixa um pouco o ritmo, não deixa a peteca cair, o espectador é levado a pensar que alguns recursos estão sobrando. Há também um humor negro, uma vontade de rir que termina em uma cena chocante... não só uma vez. Para ser bastante sincera este é um filme acima da média e eu recomendo fortemente que se você não acho ele no mínimo brilhante, recomendo que reveja. Para quem ainda não viu, e já assistiu a outros filmes do Night Shyamalan, permita-se, compre a ideia e você terá os últimos 5 segundos mais "WTF?" de um longa em 2017.


Night Shyamalan é autoral, ninguém pode negar, e aqui ele acerta o ponto e a "ficha" só cai quando o filme acaba. Depois volte aqui para a gente debater nos comentários o brilhantismo desta incrível obra que já entrou para minha lista de favoritos do diretor.

Assista ao primeiro trailer:



Assista ao segundo trailer:


SPLIT (no original), está em cartaz nos cinemas brasileiros. Veja os cartazes abaixo: