terça-feira, 16 de fevereiro de 2016

A Garota Dinamarquesa (The Danish Girl, 2016)

Um filme sensível com atuações inesquecíveis e saber que é baseado numa história real dá um peso emocional ainda maior. Baseado no romance homônimo de David Ebershoff e inspirado na vida das pintoras dinamarquesas Lili Elbe e Gerda Wegener.




O que dizer desse menino? Eddie Redmayne é um grande ator, e assim como em A Teoria de Tudo, ele emociona, com seu personagem complexo, cheio de camadas e muito bem interpretado. O sorriso, o olhar revelador, esse personagem é tão expressivo e convincente, a gente não consegue tirar os olhos dele, sua interpretação é singular e perfeita, tanto que se eu não estivesse torcendo pelo Leonardo DiCaprio, eu diria que ele levará o Oscar pela segunda vez consecutiva. (Eu diria, não disse. Desculpa, gente!)




Einar Wegener é um pintor casado com a também pintora Gerda Wegener, uma mulher forte, independente ela está a frente do seu tempo, o amor entre eles é muito forte, há cumplicidade e extrema confiança. Em todos os momentos a gente se emociona com a força desse amor. 



Na minha opinião, o filme não veio para levantar debates sobre a mudança de sexo, mas sim para passar o sentimento das pessoas que fizeram parte da vida de Lilly (o verdadeiro EU de Einar), principalmente da personagem de Alicia Vikander que interpreta Gerda, a esposa de Einar, que se torna uma grande personagem, é ela quem apoia e sente de todas as formas, toda a transformação do marido numa outra pessoa, e isso mudará sua vida completamente. Alicia é uma forte candidata ao Oscar de Melhor Atriz Coadjuvante.




São grandes atores, fazendo brilhantes atuações, não tem como não se envolver com essa história. O longa tem uma fotografia belíssima em tons pasteis e dias acinzentados, a cenografia que retrata bem a época (1931), o figurino é de lindo, e sua trilha sonora é muito marcante. Merecidamente indicado ao Oscar nas categorias Melhor ator, Melhor Atriz Coadjuvante, Melhor Figurino e Design de produção.




Talvez o que falta em A Garota Dinamarquesa, seja mais ousadia por parte do roteiro, mas ainda assim, este filme beira à perfeição, o roteiro é muito bem escrito. Eu recomendo.