domingo, 17 de janeiro de 2016

Ex_Machina: Instinto Artificial (Ex_Machina, 2015)

Caleb, um jovem programador de computadores, ganha um concurso na empresa onde trabalha para passar uma semana na casa do brilhante e recluso presidente da companhia. Após sua chegada, Caleb percebe que foi o escolhido para participar do Teste de Turing (testar a capacidade de uma máquina do comportamento inteligente equivalente a um ser humano) com a última criação de Nathan: Ava. 




Ex_Machina é um filme de ficção científica, que já nasceu cult para os amantes de sci-fiCom um ritmo lento e diálogos extremamente bem elaborados, o filme possui alguns clichês, mas sem nunca cair no tédio. 




O filme foi produzido com baixo orçamento porém sua cinematografia e os efeitos visuais são tão convincentes e perturbadores que chega a ser impressionantes, podendo ser classificado como um thriller psicológico de ficção científica, tais como os de uma grande produção e melhor, com um roteiro inteligente e muito bom.
Mesmo sendo uma produção "pequena", o elenco é excelente e está muito bem aqui, eu adoro todos eles, Oscar Isaac (Poe Dameron em Star Wars Episódio VII e será o Apocalypse em X-Men: Apocalypse. Ele recebeu o Globo de Ouro 2016 pela sua atuação na série Show Me a Hero), Domhnall Gleeson (Está em Star Wars Episódio VII como o General Hux, é mais conhecido pelo seu papel em Harry Potter como Gui Weasley) e Alicia Vikander (Está indicada ao Oscar 2016 Melhor Atriz Coadjuvante em A Garota Dinamarquesa e recebeu indicação ao Globo de Ouro 2016 por este papel em Ex_Machina)



 
 Propositalmente claustrofóbico, praticamente todo rodado em cenas internas, com jogos de câmera interessantes, o longa tem cores fortes e uma bela iluminação, em meio a diálogos altamente bem desenvolvidos, podem ser um pouco cansativo para alguns, mesmo assim o longa avança aumentando a nossa curiosidade a cada reviravolta, o trabalho de direção é muito bom. Nunca se sabe o que se passa realmente nas entre linhas das conversas entre homem - máquina, homem - homem, criador - criatura, quem diz a verdade ou quem está escondendo algo, (seria algo como Frankenstein do século XXI!)? 
E a trilha sonora, que só aumenta a tensão do espectador e sua curiosidade, é marcante principalmente em cenas desconfortantes pela sua ousadia. Enquanto isso, nós refletimos pra caramba!


Já no ato final, o filme "cai" um pouco na questão surpresa, e seu desfecho é um tanto previsível, podendo agradar ou não. Eu gostei!
Mas é quando finalmente acaba que ficam questões em nossas mentes quanto ao que é ser humano, principalmente mediante complexidade de uma AI, qual o verdadeiro propósito?  E do que somos capazes, devidos as questões éticas, pelo poder, pelo prazer...? Altamente reflexivo. Fantástico!




Ex_Machina
: Instinto Artificial é o vencedor do Oscar 2016 de Melhores Efeitos Visuais. Vencedor do prêmio Critics Choice Awards de melhor Filme de Ficção Científica.