sábado, 14 de fevereiro de 2015

Sniper Americano (American Sniper)

6 indicações ao Oscar incluindo Melhor Filme e Melhor Ator. Uma história real, roteirizado por Jason Hall e produzido, também por Bradley Cooper, baseado no livro escrito pelo próprio Chris Kyle junto com Scott McEwen e Jim DeFelice, o filme conta a história de Kyle, um atirador de elite das tropas especiais da marinha americana. Tá bom, né?

Bradley Cooper continua sendo um ator mediano em minha opinião, ele é lindo, maravilhoso, é bom ator, mas não me convence, e com certeza essa indicação ao Oscar tirou a oportunidade, por exemplo, de Jake Gyllenhaal que está muito melhor em seu papel em O Abutre (Nightcrawler).


O longa tem uma boa fotografia, o cenário de guerra impressiona, as atuações são boas, nada além disso, o filme tem altos e baixo, e sentimos na direção a força que Eastwood faz para criar uma empatia com o público do resto do mundo (menos dos Árabes!), até merece sua indicação ao Oscar por algumas categorias, mais técnicas como, Mixagem de Som e Montagem, tem algumas cenas impressionantes, mas na verdade, o filme que conta a história de um herói americano, por salvar vidas de soldados americanos no Iraque, é retratado de forma errada para mim. 
O herói tem o seu mérito, o filme não. Eastwood foi morno e não ousou dizer muito, apenas homenagear o protagonista da história, e isso fica bem representado, principalmente quando este apresenta os conflitos pessoais do personagem que não se desliga da guerra mesmo quando não está lá. Para mim é o ponto forte do filme, parabéns para Clint e para Bradley. O resto é muito clichê e nos faz lembra que temos filmes de guerra que são melhores.



Sinceramente, não achei isso tudo, me desculpem fãs dos Estados Unidos a todo custo, mas este filme não passa de uma apelação para o sentimentalismo norte americano. A diferença aqui, para "Bastardos Inglórios" (além da certeza que "Bastardos" é muito melhor, mas tirando isso...), é que sentado na cadeira do cinema, não está Hitler dando gargalhadas a cada vez que um inimigo leva um tiro na cabeça por seu mais famoso atirador, e sim os patriotas dos EUA, lotando salas de cinema, e é claro, não tem graça nenhuma. Comparando assim, o longa, Sniper Americano, fica mais estranho para mim.

Vejam o trailer:

Mas ainda assim, é um bom filme, e merece ser visto no cinema.