domingo, 22 de novembro de 2015

A Visita (The Visit, 2015)

Falar sobre um filme de M. Night Shyamalan é um pouco complicado... Não me decidi ainda se gostei ou não.

Sinopse: Um garoto (Ed Oxenbould) e sua irmã (Olivia DeJonge) são mandados pela mãe (Kathryn Hahn) para visitar seus avós que moram em uma remota fazenda. Não demora muito até que os irmãos descubram que os idosos estão envolvidos com coisas profundamente perturbadoras que colocam a vida dos netos em perigo.



Ok, então vamos lá! O longa traz boas cenas de suspense, mas ao mesmo tempo doses exageradas de humor, as vezes bem-vindas, as vezes não! E neste desequilíbrio eu não sei se estava vendo um filme de "terror" ou um "terrir", mas o que mais me incomodou foi que, ele é todo rodado no estilo Bruxa de Blair (em found footage, aquela câmera na mão estilo documentário), ah, isso cansa viu?!



A trilha sonora é das boas, as atuações merecem ser destacadas principalmente o ator mirim Ed Oxenbould, ele me surpreendeu, sua interpretação que vai de cenas cômicas à cenas de choque, ele me convenceu e espero vê-lo em outros filme em breve. Os avós também cumprem a sua parte, fiquei assustada com aqueles dois!


M. Night Shyamalan sabe criar um clima tenso e prende o espectador até o final com o mistério, decepcionando ou não. Eu esperava mais do filme como um todo, e esperava algo diferente, mas mesmo assim, tive uma boa surpresa com a reviravolta da trama. A ideia é boa mais o roteiro é falho e exagerado, a cinematografia é ótima, limpa, com uma fotografia clara, a edição tem momentos interessantes, mas não chega a excelência, tem problemas na passagem de tempo e principalmente por ser found footage (volto a dizer é muito chato e ouso a dizer, já deu, está ultrapassado é muito clichê!), os jump scares (sustos repentinos) funcionam bem, não chega a ser um problema (um em especial realmente me assustou). No geral, falta seriedade, tem momentos que o humor estraga o suspense, e a gente nunca sabe se é pra rir ou pra assustar!


Não vá esperando algo como O Sexto Sentido, que na minha opinião é o melhor longa de Shyamalan, mas também não é tão ruim, dá pra se divertir.