sábado, 1 de julho de 2017

Meu Malvado Favorito 3 (Despicable Me 3, 2017).

No terceiro filme da franquia do "vilão" mais carismático da Universal, quem rouba a cena são os Minions.



Na sinopse, nos anos 1980, Balthazar Bratt fazia muito sucesso através de sua série de TV, que foi cancelada, com isso, Bratt tornou-se uma pessoa vingativa que, nas décadas seguintes, planejou seu retorno triunfal como vingança. Gru e Lucy são chamados para enfrentá-lo logo em sua reaparição, mas acabam sendo demitidos por não terem conseguido capturá-lo. Gru então descobre que possui um irmão gêmeo, Dru, e parte com a família para encontrá-lo no país em que vive.


Longe de ser uma perda de tempo, esta franquia ainda arranca gargalhadas. Neste novo episódio, a trilha sonora é um show à parte, com direito a barata giratória e fita K7, o vilão, não tão convincente, mas muito divertido, é o ponto alto da história com sua própria trilha anos 80. Na versão brasileira, Bratt, ganha a voz de Evandro Mesquita que faz um trabalho bacana de voz. A história de origem do vilão é bem interessante, mas ele sozinho não tem força para conduzir a trama como principal, então, eis que surge um irmão para Gru, e a ideia, embora clichê, dá certo. Os irmãos conduzem muito bem, o roteiro fraco, com tiradas engraçadíssimas. Leandro Hassum (na versão brasileira de dublagem) cumpre bem seu trabalho dando ao Dru, irmão do Gru, uma identidade que se faz marcante para o novo personagem, e que provavelmente voltará em mais um capítulo.


Não tão bem sucedidos em seu filme solo, os Minions aqui são responsáveis pelas cenas mais hilárias, diversão garantida. Eles continuam unidos, fofos e criativos. As meninas também tem seus momentos divertidos, mas também pouco explorados, a caçula Agnes tem cenas que são pura fofura, o suficiente para garantir "awww..." da sala inteira! Outra coisa muito interessante, é que a Illumination Entertainment faz algumas referências às suas concorrentes Pixar/Disney, uma delas chega a ser de humor negro, a gente ri, mas quer chorar!


Meu Malvado Favorito 3 não é o melhor filme da franquia porque seu roteiro não é muito criativo, mas cumpre seu propósito com boas piadas, trilha sonora bem selecionada e visual incrível. Uma animação infantil que vale o ingresso e a pipoca com toda a família.